Basf tem registro de emergência para combater Helicoverpa no Brasil

28/01 06:50

SAFRAS (27) – BASF obteve o registro de emergência de inseticidas para o
controle de Helicoverpa armígena. O produto, já estabelecido no manejo de
pragas em outros cultivos, demonstrou sua eficiência no controle da lagarta.
Estima-se que as perdas causadas por essa praga cheguem a exceder os 10
bilhões de reais. Assim, BASF – um dos maiores fabricantes de produtos
agroquímicos no Brasil – obteve, recentemente, o registro do inseticida e
acaricida Pirate para o controle da larva Helicoverpa armígera em soja, uma
vez que o mesmo já está sendo utilizado em outros cultivos. A partir de agora,
os produtores de soja contarão com essa nova opção fitossanitária na luta
contra a larva que causou graves danos ao cultivo da safra 2012/2013.
Recentemente descobriram que a larva Helicoverpa armigera está
destruindo não apenas a cultura de soja, mas também tomates, grãos de bico, o
milho e o algodão. A praga ataca as folhas, vagens, grãos e frutas.
“Estima-se que as perdas causadas pela larva na última colheita no Brasil
superem 10 bilhões de dólares”, disse Eduardo Gobbo, gerente de Marketing de
cultivo de Cereais Sul da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF no Brasil.
A ação do produto Pirate é translaminar, quando a aplicação é
realizada na parte superior da folha e a ação do mesmo atinge insetos alojados
no outro lado da folha. Por outra parte, tem um excelente efeito de choque e
residual. As informações partem da assessoria de imprensa da BASF.

(CBL)

FONTE: SAFRAS E MERCADOS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: