Classe produtiva conhece novas cultivares de algodão da TMG

27/08/2015

Os novos lançamentos em cultivares de algodão da Tropical Melhoramento & Genética (TMG) foram apresentados ao público do VII Encontro Técnico Algodão, da Fundação MT, realizado em Chapada dos Guimarães (MT)

A TMG levou para produtores, consultores, agrônomos, pesquisadores e técnicos as características da TMG 45 B2RF, TMG 46 B2RF e TMG 47 B2RF, que apresentam facilidade no manejo de plantas daninhas e lagartas do algodoeiro, entre outras características como tolerância a nematoides e equilíbrio na qualidade de fibra.

Rafael Zeni, pesquisador da TMG, apresentou os dados e destacou os atributos que são foco da TMG no desenvolvimento das cultivares do portfólio de algodão, como qualidade e aderência de fibra, arquitetura da planta, resistência e tolerância a doenças, entre elas Ramulária, Bacteriose, Doença azul e Ramulose. “Nossa busca pelo alcance desses atributos tem o objetivo final de gerar alta produtividade de fibra”, coloca.

A tolerância aos fatores abióticos – menor disponibilidade hídrica, temperaturas baixas e diminuição de disponibilidade de luz – também estão entre os desafios do melhoramento genético da TMG, apresentados no evento. “A tolerância a todos esses fatores podem fazer muita diferença no algodão de segunda época”, frisou o pesquisador.

Tecnologias

Desenvolvida pela TMG e única no mundo, a Tecnologia RX é uma das grandes aliadas do cotonicultor, pois proporciona melhor manejo de uma das principais doenças que atacam o algodão no Brasil, a Ramulária. Zeni explica que, atualmente, a média de aplicação de fungicida em lavouras de Mato Grosso com cultivares suscetíveis à Ramulária é de aproximadamente nove aplicações, o que representa aumento de custos e, em alguns casos, até perdas de produtividade. As cultivares RX da TMG, com alta tolerância a doença, proporcionam redução de 40% a 80% do número de aplicações e, dentre elas, se destacam a TMG 42 WS e a TMG 43 WS, além da TMG 47 B2RF.

No portfólio da empresa também estão cultivares com tolerância a nematoides, a TMG 81 WS e TMG 82 WS, esta última com bons resultados de tolerância na safra 2013/14 na Serra da Petrovina, em Mato Grosso, além dos lançamentos TMG 45 B2RF e TMG 46 B2RF.

Os participantes do Encontro Técnico Algodão conheceram ainda alguns dos projetos futuros da TMG, como o desenvolvimento de variedades agregando novos eventos de biotecnologia, com previsão de lançamento pré-comercial para a safra 2018/19.

Empresa

A TMG é uma empresa brasileira de melhoramento genético de soja e algodão com sede em Cambé (PR). É focada em desenvolver cultivares produtivas, dotadas de tecnologias que facilitam o dia a dia no campo, proporcionando maior segurança e rentabilidade ao produtor rural. É líder de mercado de soja no cerrado brasileiro e sua participação no mercado de algodão no Brasil aumentou quase 300% com relação à safra 2013/14.

Fonte: Assessoria de Comunicação TMG

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: