Câmbio é luz no fim do túnel para setores como celulose e têxtil

08/02/2016

Os indicadores mostram que a crise é grave e generalizada, mas há exceções e uma luz no fim do túnel: o câmbio.

Setores com tradição em exportar dão os primeiros sinais de que a queda na atividade já atingiu o fundo do poço e começam a se recuperar com o estímulo do dólar alto.

Um dos símbolos do processo de desindustrialização do país, o setor têxtil e de confecções deve crescer 5% em 2016. Após cair 4% em 2015, o faturamento da indústria deve voltar ao nível de 2014 graças à alta das exportações e à queda das importações.

Segundo Fernando Pimentel, diretor­superintendente da Abit (associação do setor), a substituição de importações já começou. “Muitas confecções estão sendo procuradas por redes de varejo que querem trocar o importado pelo nacional. Algumas estão fechando contratos, mas outras ainda esbarram no preço.”

De acordo com a Abit, cerca de 200 mil toneladas de tecidos e 200 milhões de peças de vestuário que eram importados serão substituídos por produtos nacionais em 2016.

Também favorecida pela alta do dólar, a exportação de têxteis deve subir de 15% a 20% neste ano, após avanço de 10% em 2015, diz Pimentel.

Com 35% da receita advinda das exportações de jeans e tecidos de algodão, a Vicunha vê espaço para aumentar as receitas externas entre 20% e 25% neste ano, segundo a diretora comercial da empresa, Anna Maria Kuntz.

“Embora parte dos custos suba com o dólar valorizado, com esse câmbio somos competitivos até com a Ásia.” Também influenciado pelo dólar ao redor de R$ 4, o setor calçadista prevê aumentar com vigor as exportações em 2016 e, em até três anos, retomar o patamar de 2007.

As indústrias viram a situação começar a se inverter a partir das negociações da coleção primavera/verão, feitas em agosto e setembro e confirmadas com os embarques a partir de novembro.

Leia a notícia na íntegra no link do site da Folha de S.Paulo, abaixo:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/02/1737572-cambio-e-luz-no-fim-do-tunel-para-setores-como-celulose-textil-e-calcados.shtml

Fonte: Folha de S.Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: