60% do saldo da Balança nacional saíram de Mato Grosso

09/02/2016

Mesmo contabilizando retração anual na receita da pauta de produtos, MT assegurou em 2015 o 2º maior superávit comercial num ano marcado por recessão

A receita das exportações mato-grossenses encerrou 2015 com retração de 11,7% quando comparada ao realizado no ano anterior, US$ 13,07 bilhões contra US$ 14,79 bilhões de 2014. Mesmo com a perda no faturamento, o comércio internacional realizado ao longo dos doze meses do ano foi importante para a Balança Comercial brasileira, assegurando cerca de 60% do saldo comercial do país, em US$ 19,68 bilhões.

Como pontua o economista da PR Consultoria, Carlos Vitor Timo Ribeiro, Mato Grosso registrou em 2015 um superávit externo de US$ 11,73 bilhões, o segundo maior saldo do país, tendo sido superado apenas por Minas Gerais. “Individualmente, Mato Grosso contribuiu com praticamente 60% do saldo comercial do país no ano passado”. Como explica ainda, as exportações brasileiras em 2015 foram de US$ 191,13 bilhões, registrando retração de 15,1% em relação aos US$ 225,10 bilhões exportados em 2014. “O superávit do país foi de US$ 19,68 bilhões, dada à retração de 25,2% nas importações por conta da recessão econômica do ano passado e que, infelizmente, deve se manter em 2016”. O saldo da balança comercial é a diferença entre a receita gerada das exportações e das importações, quando se exporta mais do que importa há superávit, do contrário, há déficit.

Timo Ribeiro destaca ainda que em praticamente todos os produtos da pauta local, a participação no total exportado pelo país se manteve de 20%, “o que é bastante representativo de nossa importância no agronegócio brasileiro, único segmento econômico que vem sustentando taxas de crescimento positivo nesse cenário recessivo que estamos vivenciando”. Ele chama à atenção, para a forte concentração da pauta estadual com os produtos soja, milho, carnes e algodão, respondendo por 97% do total exportado com liderança absoluta do complexo soja, com 61,5% do total embarcado por Mato Grosso em 2015.

No ranking das exportações estaduais, continuamos ocupando a 6ª posição, contribuindo com 6,8% do montante total do país. A frente do Estado estão, na ordem, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Paraná.

CÂMBIO – O efeito do câmbio nas vendas externas em 2015 foi muito positivo à pauta estadual e mostra um “ganho” de R$ 16,10 bilhões, por conta da apreciação de 46,7% do dólar frente ao real, no período. Como explica Timo Ribeiro, com o dólar médio de dezembro de 2014, as exportações de 2015 totalizariam R$ 34,49 bilhões, contra R$ 50,59 bilhões com o dólar médio de dezembro/2015 daí a diferença positiva de R$ 16,10 bilhões que denominamos “ganho cambial”.

“A queda de 11,7% em dólar no valor total de nossas vendas externas em 2015 transforma-se em aumento de 29,6% em reais, ilustrando bem o efeito cambial que transforma a ‘perda’ em dólares em ‘ganho’ em reais, com reflexos positivos para a economia mato-grossense, que tem nas exportações, contribuição expressiva acima de 30% na formação histórica do PIB estadual”, concluiu.

Por: MARIANNA PERES – Diário de Cuiabá

Fonte: Cenário MT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: