Senar Mato Grosso e parceiros fazem os últimos alinhamentos para o mutirão rural

09/02/2016

Começa no próximo dia 16 o Programa Mutirão Rural, realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar), em parceria com diversos órgãos e entidades. Estão previstos 52 eventos, pelo menos 10 a mais que em 2015. O primeiro será na comunidade rural de Cabeceira de Alferes, no município de Acorizal. Dentre os diversos serviços oferecidos, os mais procurados são os de atendimento na área de saúde e de confecção da segunda via de documentos pessoais.

Este ano haverá palestras de orientação sobre direito do consumidor e leis de trânsito. Também está previsto diversas atividades como pintura facial artística, gincana esportiva e recreação para entreter as crianças. Além disso, também haverá oficinas de automaquiagem, planejamento e, aproveitamento de alimentos e manutenção de tratores agrícolas.

Na semana passada, aconteceu a última reunião de alinhamento entre os parceiros que participam do programa. A equipe do Senar apresentou o balanço do ano passado e o resultado de pesquisas feitas durante os eventos. Também foi mostrado o cronograma de viagem para 2016 e a unidade móvel onde serão realizados os atendimentos médicos e odontológicos.

O Mutirão Rural é o um dos programas mais antigos do Senar. Criado em 1996, tem como objetivo levar cidadania a zona rural. De acordo com o superintendente do Senar-MT, Otávio Celidonio, o desafio para levar o Mutirão Rural para 52 municípios é grande por causa das distâncias e, em alguns casos, das estradas ruins em função do período de chuvas. “Os parceiros são muito importantes para juntos podermos vencer essas dificuldades e levar os serviços até as comunidades rurais mais distantes”.

O coordenador de Equipe de Projetos Técnicos do Senar, Wlademiro Neto, ressalta que a meta para 2016 é atingir um público de aproximadamente 17 mil pessoas, nestes 52 eventos e realizar pelo menos 68 mil atendimentos. Ele diz também que as parcerias podem ser ampliadas. “Queremos diversificar os serviços para o homem do campo que tem dificuldade de acessar determinados tipos de atendimentos”.

Neto conta que em 2015 foram realizados 40 eventos. Ao todo 12.971 pessoas foram atendidas, ou seja cerca de 325 em cada evento. Ao todo foram realizados 51.940 atendimentos, ou seja cada pessoa busca sempre mais que um serviço. “Realizamos em média 1.300 a cada evento”. O setor mais procurado foi o de emissão de documentos que representou 37% dos atendimentos. “Mas percebemos que a área de saúde também cresceu bastante. Pelo menos 26% dos atendimentos foram voltados para esta área”.

Fonte: Redação Só Notícias/Agronotícias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: