Frango, ovo, milho e inflação em janeiro de 2016

10/02/2016

Campinas, 10 de Fevereiro de 2016 – Medida pelo IGP-DI da Fundação Getúlio Vargas, a inflação brasileira acumulada na vigência do real “cravou” em janeiro passado quase 620 pontos (agosto/1994 = 100), o que significa variação de, aproximadamente, 520% em pouco mais de 21 anos.

Não chega a surpreender. O que surpreende, sim, é encontrar a menos de 50 pontos de distância desse índice a principal matéria-prima de frangos e ovos, o milho. Que rompeu o paralelismo de preços que vinha mantendo com o frango e, em 12 meses, acumula variação de quase 55%, contra uma inflação (IGP-DI) de 11,65% e um incremento de preços do frango de cerca de 19%.

É verdade que, sob esse aspecto, o ovo teve comportamento aparentemente melhor, pois em janeiro passado seus preços registraram evolução de 44,64% sobre janeiro de 2015. Mas é apenas aparência, visto que na vigência do real ele guarda uma distância de 288 pontos em relação ao IGP-DI e de 240 pontos em relação ao milho. O que, traduzido para uma linguagem de troca entre os dois produtos, significa que o poder de compra de uma caixa de ovos, que era de 2,5 sacas de milho em 1994, está reduzido agora para 1,5 saca, 42% menos.

Com o frango a perda em relação a 1994 apresenta índice de redução menor. O problema é que essa redução está concentrada nos últimos meses. Sete meses atrás, por exemplo, o poder de compra do frango para o milho era 62% superior ao registrado em janeiro passado.

20160210_grafico_2

Fonte: AviSite

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: