Paraná acelera plantio de milho segunda safra

10/02/2016

O plantio da segunda safra de milho segue a todo vapor no Paraná. Até o momento, mais de 30% de uma área de 2,02 milhões de hectares já foram semeadas, segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). O espaço destinado para a cultura é 5% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando foram semeados um pouco mais de 1,92 milhão de hectares.

Ao todo, 60% das lavouras de milho se encontram na fase de germinação e 40% em desenvolvimento vegetativo. O Paraná deve retirar dos campos no ciclo 2015/16 mais de 11,81 milhões de toneladas de milho, volume 2% superior ao contabilizado no mesmo período da safra anterior, quando foram recolhidos 11,57 milhões de toneladas do grão.

Só na região de Londrina devem ser semeados 230 mil hectares de milho, área 2% maior no comparativo com o mesmo período da safra 2014/15, quando foram plantados 224,7 mil hectares. Ao todo, só a regional estima recolher neste segundo ciclo 1,38 milhão de toneladas de milho, contra 1,39 milhão de toneladas recolhidas no período anterior.

Especialistas afirmam que um dos fatores que motivaram os produtores paranaenses a aumentarem a semeadura do milho nesta segunda safra se deve aos preços convidativos pagos aos agricultores. O valor médio pago ao produtor em janeiro ficou em R$ 29,60 a saca, ante R$ 24,34/sc em dezembro e R$ 20,73/sc em janeiro de 2015. A média de preço do milho em 2016 está em R$ 29,60/sc, contra R$ 21,68/sc no comparativo com o ano anterior.

Em contrapartida, o custo variável de produção, que leva em conta os gastos dos produtores com mão de obra, maquinários, insumos, assistência técnica, entre outros, fechou em novembro do ano passado em R$ 20,41 por saca, contra R$ 17,61/sc contabilizado no mesmo período do ano anterior.

NO CAMPO

Matias Knoor, produtor na região de Rolândia (Norte), vai semear nesta segunda safra 500 hectares. Ele explica que o preço da commodity está bem convidativo e que vale a pena apostar no milho no segundo ciclo ao contrário do trigo, cujos valores seguem pouco convidativos, na opinião do produtor. De acordo com dados do Deral, o valor da saca de 60 quilos do trigo no mês passado fechou em R$ 38,30, ante R$ 37,44/sc em dezembro e R$ 30,34/sc em janeiro de 2015.

Devido aos bons preços pagos pela cultura do milho, Wilson Menin Junior, produtor na região de Mamborê (Oeste), deve destinar toda a sua área para a produção do grão. Neste ciclo de verão, Menin Junior se arrependeu por ter só plantado soja e não ter destinado nenhum hectare para o milho. Contudo, ele deve compensar o erro na próxima safra, já que também deixará pouco espaço para a produção de trigo.

MILHO VERÃO

Até o momento, de acordo com dados do Deral, 10% de uma área plantada de 425,47 mil hectares já foram recolhidos. Desse total, 89% apresentam boa qualidade, 10% média e 1% ruim. O Paraná deve recolher 3,61 milhões de toneladas.

Folha Web
Autor: Ricardo Maia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: