Assentamento catarinense aposta na criação de suínos ao ar livre

14/02/2016

Unidade demonstrativa incentiva sistema de criação de suínos ao ar livre em Calmon (SC)

A criação de suínos ao ar livre é uma alternativa econômica que assentados catarinenses têm apostado para diversificar a produção nas suas propriedades familiares. Para incentivar esse tipo de produção, que favorece o bem estar do animal e possui mercado em expansão, a equipe de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) em Calmon, no Planalto Norte Catarinense, implantou uma unidade demonstrativa do Sistema Intensivo de Suínos Criados ao Ar Livre (Siscal) no assentamento Putinga.
suino
O sistema consiste em manter os animais em piquetes, com cobertura vegetal e cabanas, com maior área de circulação e exposição ao sol. A maior vantagem é o baixo custo inicial, mas a produtividade e lucratividade também podem superar o tradicional sistema de confinamento. “O Siscal é uma alternativa para quem vai ingressar na criação de suínos ou aumentar a sua produção e não dispõe de muitos recursos financeiros. No entanto, para que o sistema atenda aos seus objetivos, é preciso que o assentado respeite uma série de etapas e critérios que o fundamentam, enquanto sistema zootecnicamente eficiente, economicamente viável e ecologicamente adequado, por isso a necessidade da unidade demonstrativa”, explica a veterinária Neiva Carneiro. A unidade implantada no município de Calmon, pela empresa de assistência técnica contratada pelo Incra, vai estimular o uso do sistema por outros agricultores assentados da região.

Sustentabilidade

A técnica, implantada na década de 80 pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em Santa Catarina, é uma porta de entrada para a criação agroecológica, que valoriza o bem estar animal. Zeferino Moretti, agricultor assentado no lote onde a unidade foi instalada, já comemora: “É só ver como as porcas estão tranquilas”, revela. O sistema integra ainda a busca pela sustentabilidade do lote, viabilizando a associação da criação animal com o cultivo de vegetais, minimizando ou mesmo eliminando o uso de insumos químicos.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Incra/SC

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: