Mapa defende pleito da cadeia sobre aumento do volume de milho balcão

17/02/2016

A Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) participou de nova reunião no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) na manhã desta terça-feira (16.02), para tratar sobre o aumento da oferta de milho balcão para os suinocultores. Durante o encontro, que também teve a participação do deputado federal Jerônimo Goergen (PP), da Frente Parlamentar da Suinocultura, e do Conselheiro de Mercado e presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul- ACSURS, Valdecir Folador, a categoria cobrou do secretário de Política Agrícola Mapa, André Nassar, mais agilidade na adoção da medida, que pode amenizar a atual crise na produção suinícola do país.

Na oportunidade, Nassar reafirmou o comprometimento do Mapa em buscar uma solução para o problema aumentando o volume de milho disponível por produtor, passando de 6 mil Kg para até 27 mil Kg ao mês, por um período de pelo menos três meses. Entretanto, reiterou a necessidade de uma reunião interministerial, por meio do Conselho Interministerial de Estoques Públicos de Alimentos (Ciep), em que os ministérios da Agricultura, Defesa Agrária, Casa Civil e Fazenda, decidirão conjuntamente sobre o aumento da oferta de milho balcão.

Ainda na reunião, André Nassar informou que o Mapa pretende reunir no próximo mês de março as maiores trandings do país para entender qual a perspectiva de exportação, bem como informá-las da necessidade de reservar um volume do grão para o abastecimento do mercado interno.

Para Marcelo Lopes, presidente da ABCS, o resultado da reunião foi positivo. “O Mapa tem se mostrado aberto a dialogar com o setor e mais uma vez se comprometeu em adotar medidas que nos auxiliem. Na última reunião que tratamos do assunto, em janeiro, o Secretário se comprometeu com a suinocultura e, por meio desse pleito, confirma estar ao lado dos produtores neste momento tão delicado. Entendemos o processo burocrático para que o aumento do volume de milho balcão seja autorizado, mas esperamos que essa medida venha o quanto antes a fim de que o setor possa superar esse momento o mais breve possível”, afirmou.

Desde dezembro do ano passado, o valor do milho aumentou em 10% e somente em janeiro deste ano, houve um aumento de 16,46%, resultando em R$ 43,27 no índice Esalq/BM&FBovespa, trazendo prejuízos para os suinocultores, que têm no milho a base para a alimentação dos animais.

Nesta terça-feira (16), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realiza o segundo leilão de milho dos estoques públicos. Ao todo, serão ofertadas 150 mil toneladas do cereal e os valores iniciais deverão ficar entre R$ 23,40 e R$ 31,20 a saca de 60 kg. Este ano a Conab está autorizada a vender até 500 mil toneladas de milho dos estoques públicos.

Fonte: Agrolink com informações de assessoria

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: